Projetos

Conservação, degradação e potencial de restauração de campos nativos no bioma Pampa

Os ecossistemas campestres no Bioma Pampa no sul do Brasil abrigam umaalta diversidade vegetal e animal, além de prestarem importantes serviçosecossistêmicos. No entanto, os campos estão sujeitos a altas taxas detransformação para outras formas de usos da terra, por exemplo, lavouras esilvicultura. Áreas de Preservação Permanente (APP) apresentam um importantepotencial para a conservação de campos em regiões sob intensivas mudanças nouso da terra (como é o caso dessa vegetação em regiões de plantio deeucalipto); porém, a conservação somente se dará se os campos se encontraremsob um tipo de manejo que efetivamente proteja a diversidade campestre. Oobjetivo deste projeto é avaliar o estado de conservação de áreas de camposinseridas no contexto de plantios de eucalipto no sul do Rio Grande do Sul.Especificamente, pretende-se comparar tanto áreas com ou sem gado, a fim de seavaliar se o manejo é necessário para a manutenção das suas característicasbióticas, como também áreas com diferentes históricos de distúrbios, para poderavaliar a resiliência da vegetação campestre. Os resultados contribuirão para oconhecimento da dinâmica e diversidade da vegetação campestre no sul do Brasil,bem como o do seu estado de conservação. Adicionalmente, tais resultadospoderão auxiliar na tomada de decisões acerca do manejo da vegetação campestre.O projeto é financiado pela Fundação Grupo O Boticário.

projeto gerhard1 projeto gerhard